ASSOCIAÇÃO SOL MAIOR, TRANSFORMANO VIDAS PELA MÚSICA

Fundada em 2007 em Porto Alegre, a Associação Sol Maior é uma entidade dedicada à educação musical de crianças e adolescentes com idades entre 7 e 17 anos em situação de vulnerabilidade social. No início, quando ocupavam a instituição Pão dos Pobres, eles atendiam cerca de 50 alunos. Hoje, após duas mudanças, a associação funciona em dois lugares, o Multipalco do Theatro São Pedro e na ACBERGS (Associação das Creches Beneficentes do Rio Grande do Sul), no Bairro Humaitá, conseguindo assim atender simultaneamente a 450 alunos, que recebem aulas de música instrumental, canto e dança após o horário escolar.

A iniciativa é fruto do idealismo da médica psiquiatra Maria Teresa Campos que, movida por seu senso de responsabilidade social, convidou o engenheiro César Franarim para dar início ao projeto. Apaixonado por música e já dedicado a doar seu tempo para projetos sociais diversos. Hoje ele é o presidente da associação, cargo ocupado por Maria Teresa até 2019.
Acreditando no poder transformador da música, os cursos estimulam trabalhos em grupo, valores éticos, responsabilidade, solidariedade, cidadania e inclusão além de tratar a música e dança como fontes de alegria e felicidade. As aulas, que acontecem duas vezes por semana, são totalmente gratuitas e os alunos ainda recebem alimentação, cartão assistencial de passagens, uniformes e material pedagógico. Todos os instrumentos utilizados no aprendizado também são fornecidos pela Sol Maior, e eles podem optar por aprender violão, cavaquinho, bandolim, teclado, flauta, percussão e bateria, canto coral ou dança.

Além das aulas o projeto também oferece uma série de atividades extras aos alunos, incluindo passeios, visitas a instituições culturais, espetáculos de teatro e música e apresentações em escolas, asilos e hospitais. Todo final de ano a Sol Maior também reúne cerca de 150 alunos em um espetáculo no  Theatro São Pedro, marco histórico da cidade. Mesmo com as restrições impostas pela pandemia, o espetáculo foi mantido, mas desta vez realizado com um número reduzido de alunos, sem plateia e com transmissão pelo YouTube.

A plataforma também foi utilizada durante boa parte do ano para oferecer oficinas, promover encontros e apresentações musicais, e assim manter o engajamento e o aprendizado dos alunos. Preocupados com as restrições impostas pelo isolamento e o aumento do desemprego entre os familiares dos alunos, a Sol Maior promoveu a entrega de 28 toneladas de alimentos, além de kits de higiene e limpeza, calçados e cobertores, beneficiando mais de 2700 pessoas.

Com todo esse trabalho, os números obtidos pela associação são impressionantes. Um dos principais motivos de orgulho é o índice de evasão zero na instituição. Durante os anos de funcionamento quase três mil crianças e adolescentes já passaram pela instituição. A frequência nas oficinas é de 95%, o mesmo índice de alunos egressos que já estão empregados através do projeto Vida pós Sol Maior, que os prepara para o mercado de trabalho. E, levando como base o grupo familiar e comunitário de cada aluno, cerca de 11800 pessoas já foram beneficiadas de forma indireta.

Para saber mais sobre o trabalho desenvolvido pela Associação Sol Maior, acesse o site www.solmaior.org

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Categorias:

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ SIM NEWS

pt_BRPortuguês do Brasil