CONFIRA OS PRÓXIMOS EVENTOS ONLINE QUE VOCÊ NÃO PODE PERDER

O ano de 2020 está obrigando o mundo todo a se reinventar. Enquanto setores fundamentais e o comércio já retomam uma certa normalidade, o mercado musical enfrenta um dos seus momentos mais delicados. A pandemia do Covid-19 impôs a necessidade do distanciamento social e a proibição de aglomerações, que impactaram diretamente todo o setor cultural, especialmente os shows e festivais, que sempre dependeram da presença do público e se tornaram proibitivos.

Mas o setor foi capaz de pensar novas formas de apresentações e até o final do ano acontecerá uma série de eventos com edições online de alguns dos principais festivais brasileiros. Embora fique clara a intenção de manter o espírito das suas edições presenciais e a procura de novidades, muitos ainda não definiram o formato e nem o line-up completo, o que, convenhamos, nem sempre é possível diante de tantas incertezas desse tempo estranho que vivemos. Mas ao mesmo tempo, além da boa intenção existe uma expertise alcançada por inúmeras edições e uma observação aguda que poderão tornar algumas dessas edições históricas.

“Já fiquei bastante triste por não poder realizar eventos para mais gente, showzões mesmo, de verdade, mas hoje encaro essa mudança para o virtual como um exercício criativo em busca de novos formatos”, diz Chico Dub, curador do Festival Novas Frequências, que completa: “num certo sentido é exatamente o que o Novas Frequências faz desde a sua criação, em 2011”.

A procura por novos formatos é uma preocupação recorrente a muitos produtores. O Festival Se Rasgum neste ano acontece em uma versão diferente, batizada de Festival Se Rasgum TV Show, que será transmitido online e dará prioridade a artistas locais. As apresentações serão gravadas no Teatro Waldemar Henrique, em Belém, e cada dia será encerrado com um show de um artista de fora, transmitido de um estúdio em São Paulo, ambientado com a identidade visual do festival. Entre as apresentações acontecerão entrevistas no estilo talk show. “O formato foi inspirado por programas de TV voltados para a música ao vivo e com grande conteúdo musical, como o programa da britânica BBC Later With Jools Holland e aos bons e velhos tempos da MTV Brasil dos anos 1990”, explica Marcelo Damaso, organizador do Festival. As inscrições para os showcases de artistas paraenses podem ser feitas através do site www.serasgum.com.br

Ana Garcia, do Festival Coquetel Molotov, do Recife, conta que assistiu muita coisa pela internet, chegou a ficar cansada dos formatos, depois achou inspiração em alguns eventos, mas sempre teve certeza que queria fazer algo além de uma simples live no Youtube. “Ainda estamos montando a ideia do festival Coquetel Molotov 2020, mas estamos pensando em um formato híbrido e ocupar cidades que já tiveram o festival, como Salvador e São Paulo, além de Recife. Queremos tentar ocupar espaços culturais que estiveram esse tempo todo fechado e artistas audiovisuais que possam dar um olhar diferente para o show. Acho que a costura disso tudo vai ser algo diferente, onde vamos poder mostrar mais a curadoria do Coquetel Molotov e apresentar em um portal mais interativo”, diz ela.

Outra preocupação dos organizadores é com a segurança e os protocolos de saúde que garantam o bem-estar das equipes envolvidas. “Os formatos são diversos e têm o DNA, ideologia e símbolos que esses projetos primam. O importante é, independente dos formatos, os festivais precisam prezar pela saúde e segurança das equipes e artistas, isso acontecendo tá tudo certo”, diz Ana Morena, curadora e idealizadora do festival DoSoL.

Durante esses meses aconteceram eventos menores, que aumentaram a percepção da importância de uma versão online. O Coquetel Molotov.EXE foi um bom exemplo disso, um festival imersivo que durou duas semanas com oficinas e o Call Center, que permitia a interação entre a audiência e o público. “Tivemos quase mil pessoas presentes, quando teremos isso no presencial? Acho que nunca. Mas vejo também agora a importância de transmitir os futuros festivais como também criar conteúdos mais exclusivos para quem não quiser ou não puder ir para a edição física”, diz Ana Garcia.

O Festival Bananada, de Goiânia, também realizou alguns eventos menores no decorrer do ano. “Começamos as BanaLives, fizemos um com apenas artistas goianos e também com exposição virtual @blackbook_bananada, teve Boogarins, Bruna Mendez, Brvnks e etc. Depois fizemos uma edição junina, com Felipe Cordeiro e Pratick Tor4, e uma outra com Hellbenders lançando videoclipe e com Live, e uma série de Palestras com parceiros gringos do @in_place_of_war chamado Change Maker Connect. Agora em setembro vamos fazer uma ação mais completa”, diz Fabrício Nobre, diretor do Festival Bananada. O Banalive é um dos poucos eventos com line-up fechado, a escalação foi divulgada no dia 14 de setembro e pode ser conhecida logo abaixo.

A maioria dos festivais terá os custos de produção cobertos através do apoio de patrocinadores ou também por meio de leis de incentivo, como no caso do Novas Frequências e do Se Rasgum. Esses recursos normalmente são utilizados integralmente para o pagamento dos profissionais envolvidos, logística, parte técnica, comunicação, cachês artísticos e estrutura necessária para a realização e transmissão dos eventos, mas em alguns casos doações serão revertidas em ajuda aos profissionais. “Todos os artistas, DJs e time de produção vão receber um pequeno pagamento. O que a gente conseguir arrecadar com doações e vendas de obras de artes será revertido para trabalhadores culturais e pessoas vulneráveis de Goiânia, cidade de origem do festival, e também vamos tentar dar uma ajuda daquelas pessoas do nosso time que estão sem trabalho”, explica Fabrício Nobre. O Se Rasgum também irá promover uma campanha de doações durante a programação do festival, com renda revertida aos profissionais da indústria do entretenimento.

Confira abaixo a programação dos eventos e como acompanhá-los.

 

BANALIVE

23 a 27 de setembro no twitch

Ingressos de acesso livre devem ser retirados no site da sympla

Apresentações do Rakta, Edgar, Luisa e os Alquimistas, Baile do Ganja, Hellbenders, Badsista, Rodrigo Alarcon, Chico Bernardes e Maurício Pereira, Betina, La Flama Blanca (Lisboa), Mexicano, Lys Ventura e Flavia Durante.

 

FESTIVAL COQUETEL MOLOTOV

14 de novembro a 11 de dezembro.

A transmissão será através de um novo portal que irá usar as plataformas já existentes.

Line-up a ser confirmado.

 

FESTIVAL DOSOL

Terceira semana de novembro, com transmissão pelo canal do festival no YouTube

Line-up a ser confirmado.

 

FESTIVAL MUCHO

18 e 19 de setembro a partir das 16 h pelo canal do festival no YouTube

Apresentações de Ellen Oléria, Francisco El Hombre (Brasil/México), Senõr Flavio (Argentina), Daymé Arogena (Cuba), Pascuala Ilabaca y Fauna (Chile), Canta Mala (Bolívia), Villagrán Bolanos (Paraguai), bate-papos e atividades formativas

 

FESTIVAL NOVAS FREQUÊNCIAS

1 a 20 de dezembro com instalações sonoras no Centro Cultural Oi Futuro (RJ) e transmissões pelo site do festival.

Line-up a ser confirmado.

 

FESTIVAL SE RASGUM TV SHOW

14, 21 e 28 de novembro com transmissão pelo canal do evento no YouTube e pelo portal da SIM

Entre os dias 26 e 31 de outrubro acontecem workshops, masterclasses, debates e entrevistas sobre os novos cenários e os desafios do mercado musical dentro da programação do Music In The Tablet (MITT), o evento de formação voltado para o fomento da economia criativa

 

WME CONFERENCE RMX

18 A 20 de setembro

Sexta (18) e sábado (19), das 13h às 21h. Domingo (gratuito), das 17h às 21h

O evento terá 15 painéis e 8 oficinas. Os ingressos para essas atividades, no valor de 15 reais podem ser comprados no site da sympla.

Apresentações online gratuitas de Céu, Xênia França, Rakta, Maria Rita Stumpf, Larissa Luz, As Bahia e a Cozinha Mineira, Tiê e MC Souto com transmissão pelas redes do WME

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Categorias:

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ SIM NEWS

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish pt_BRPortuguês do Brasil