HUNGRY FOR MUSIC, A ONG AMERICANA QUE DOA INSTRUMENTOS MUSICAIS

A história da Hungry For Music começa em 1992, em Washington DC, quando Jeff Campbell organizou um show, com músicos de rua para ajudar os sem-teto. Três anos depois, incentivado pelos bons resultados, Jeff fundou a ONG, que se dedica a distribuir instrumentos musicais para crianças e adolescentes, expandindo suas possibilidades e muitas vezes transformando suas vidas, e também realizando shows e workshops em escolas, comunidades, igrejas, asilos e abrigos para pessoas em situação de rua.

Uma das primeiras iniciativas para arrecadar fundos, e também divulgar o trabalho da ONG foi o lançamento de um cd, com a gravação dos shows realizados em 1992.  A idéia de lançar Cds continuou até que em 1997 foi lançado Diamond Cuts, um disco com poemas e canções sobre baseball cujo lucro foi todo para a Hungry For Music. Com participações de artistas de peso como Bruce Springsteen e Bob Dylan, o lançamento recebeu apoio da imprensa de todas as partes dos Estados Unidos e ampliou a visibilidade da organização. Ainda hoje esse disco continua disponível no Bandcamp junto a outros lançamentos que hoje fazem parte do selo criado pela organização.

Hoje, a Hungry For Music se orgulha de dizer que nesses 25 anos de existência já distribuiram mais de 14 mil instrumentos por todo os Estados Unidos e outros 30 países. São mais de mil instrumentos coletados e distribuídos a cada ano, entre guitarras, violinos, xilofones, instrumentos de sopro e percussão, ajudando mais de duas dezenas de organizações, como por exemplo a Trumpet, not Guns, de New Orleans, que doa instrumentos musicais em troca de armas, ajudando a diminuir a violência entre jovens daquela cidade e o DC Homeless Playtime Project, que dá assistência e educação a crianças em situação de rua.

Em seu site, eles reproduzem uma frase de Jeff Campbell que sintetiza as propostas da organização: “O propósito do Hungry for Music é abraçar as qualidades positivas da música: sua capacidade de criar comunidade, inspirar, expressar um talento, de unir e, o mais importante, sua capacidade de curar”

Quem quiser contribuir com a entidade pode comprar suas camisetas, doar instrumentos em qualquer estado, ou qualquer quantia em dinheiro. Obviamente que para nós brasileiros, essas opções se tornam mais difíceis, mas outro modo de ajudar a instituição é justamente ajudando na divulgação de seu trabalho e torcendo para que sirva de inspiração para outras iniciativas como essa.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Categorias:
,

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ SIM NEWS

pt_BRPortuguês do Brasil