DAI DIAS FALA SOBRE OS DESAFIOS DA PROGRAMAÇÃO COLABORATIVA

A série #BehindTheSIM, que conta a história dos profissionais envolvidos na Semana Internacional de Música de São Paulo. O episódio desta semana é sobre Dai Dias, musicista e produtora que assume a coordenação das Noites colaborativas em parceria com Letz Spindola

A goiana Daianne Dias, ou simplesmente Dai, como é conhecida, cultivou em paralelo duas paixões ao longo da vida: a produção e a música. Sempre incentivada pelo pai, que tocava violão, já aos sete anos ganhou um concurso como cantora. Em sua carreira na música,  fez backing vocals para vários artistas, cantou na noite e hoje é vocalista da Banda Trenhêra, que faz axé com sotaque goiano.

Dai cursou Propaganda e Marketing, mas sempre soube que seu lugar não seria em uma agência. Ao se formar na faculdade, conseguiu um trabalho com produção de áudio e vídeo para comerciais de TV e conta que se saiu muito bem, apesar da pouca experiência, até que… “Bati o carro da produtora e aí meu chefe ficou louco, me mandou embora, me chamou de tudo (risos) e eu me vi novamente sem trampo”. Logo Dai conseguiu um novo emprego, no festival Goiânia Mostra Curtas.

Dai era vizinha da Monstro Discos, um dos principais selos da cena independente brasileira e, determinada a trabalhar com música, enviou seu currículo e acabou conseguindo uma colocação como secretária em 2009. Um dos sócios do selo era seu futuro marido, Fabricio Nobre, que também foi um dos criadores do Festival Bananada. Nesse mesmo ano Dai se destacou  na função de coordenadora de logística de bandas e convidados do festival Goiânia Noise. “E aí comecei a escrever projetos também para leis de incentivo e ajudar na produção do dia a dia da Monstro, além de assessoria de prensagem de disco para o selo, faxina, fazia tudo naquele escritório”.

O trabalho foi tomando corpo até que em 2011, ao lado de Fabrício, montou A Construtora Música e Cultura, uma produtora, agência de booking e gestão de carreira. Hoje eles tem uma nova empresa, a Braba, Música e Cultura, que tem em seu elenco nomes como Tulipa Ruiz, João Donato, Felipe Cordeiro e Hellbenders. “Ficamos durante um bom tempo lá em Goiânia fazendo tudo o que você imaginasse, desde show até eventos infantis, campeonato de skate.” Há dois anos morando em São Paulo, os dois continuam à frente do Bananada, reconhecidamente um dos festivais mais importantes do país, que prepara ações online para este ano.

O envolvimento com a SIM São Paulo vem desde a época embrionária do evento. “Eu me lembro que, muito tempo atrás, eu e o Fabrício encontramos a Fabiana Batistela (Diretora da SIM São Paulo) e ela contou que estava com uma ideia de criar um evento para produtores e selos e disse que já tinha até nome, iria se chamar SIM São Paulo. E a gente pensou: ‘Vai dar muito certo!’ Acho que de alguma forma eu participei de todas as edições da SIM, ou como palestrante, ou como convidada, ou lá nos drinks com todo mundo”.

Este ano, Dai tem um grande desafio à frente da coordenação da Programação Colaborativa da SIM São Paulo. É a primeira vez que o evento será inteiramente online. “A SIM fisicamente já era um grande encontro de pessoas e amigos e novas possibilidades. A gente sempre saia da SIM muito inspirado. Esse ano eu acho que o desafio primeiramente é lidar com a saudade do contato, mas eu acho também que o acesso vai ser maior, pela facilidade de ser pela internet; as pessoas vão participar mais e quem não tinha condições de ir, estará ligado o tempo inteiro. Isso é muito legal”.

Dai entende que a programação de 2020 precisa ser pensada de forma especial: “Eu acho que o desafio será manter as pessoas interessadas, porque teremos uma janela de tempo muito grande, das duas da tarde até a meia noite. A ideia é de não fazer uma programação linear, mas sim uma programação bem variada e dinâmica. As pessoas já estão mais acostumadas com esse ambiente virtual e das lives que estão acontecendo. Acho que a tecnologia já avançou bastante, a gente já consegue fazer tudo remotamente e acho que o público vai adorar”.

A Programação Colaborativa da SIM 2020 está recebendo propostas até dia 18 de setembro. Interessados em participar, devem preencher este formulário.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Categorias:

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ SIM NEWS

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish pt_BRPortuguês do Brasil