SIM NEWS

CONSERVATION MUSIC, DIVULGANDO O AMBIENTALISMO NA ÁFRICA

A Conservation Music nasceu em 2015, como fruto da união das duas paixões do americano Alex Paullin: a música e o cuidado com o meio ambiente.  Crescido na Virginia, teve a ideia de criar a ONG pouco tempo após se formar em geografia e fazer parte da equipe da National Geographic Okavango Wilderness Project, um esforço pela conservação que aconteceu em Botswana, na África.

O foco inicial do projeto era o de estimular a colaboração entre músicos e ativistas, para que juntos criassem canções sobre questões ambientais. Reconhecendo o poder da música, Paullin sabia que a ideia poderia chegar longe. Logo começaram a produzir vídeos e gravar músicas que até hoje são distribuídas gratuitamente para estações de rádio e emissoras de TV. Não existe intenção de lucro, apenas o desejo de que a mensagem chegue ao maior número possível de pessoas, e a sua crença é a de que a música possibilita que essas mensagens cheguem com mais facilidade ao coração das pessoas, tornando esse meio de comunicação coletiva bastante poderoso.

Com a ação centrada em países africanos, hoje a Conservation Music se tornou um coletivo de músicos, fotógrafos e cineastas e conservacionistas de várias partes do mundo, que acreditam no poder transformador da música e que juntam tecnologia e cultura ancestral na tentativa criar obras atemporais, capazes de continuar transmitindo mensagens positivas por muito tempo.

Embora a ONG esteja baseada em Lesotho, hoje em dia praticam ações em pelo menos outros oito países da África subsaariana: Angola, Botswana, Moçambique, Namíbia, África do Sul, Suazilândia, Zambia e Zimbabwe.

Além das músicas e da produção audiovisual, a ONG tem realizado parcerias com inúmeras instituições ligadas à proteção do meio ambiente, efetivado atividades extracurriculares em escolas, realizado eventos, workshops, ajudado músicos e empoderando jovens líderes através do fornecimento de estrutura, recursos e estratégias para que juntos promovam o que eles costumam chamar de revolução eco-musical.

No site da ONG eles falam que a humanidade sempre foi testemunha do papel desempenhado pela música em momentos históricos como a guerra do Vietnã e os movimentos pelos direitos civis e lembram que a Terra não fala por si, a não ser através de desastres naturais e que as pessoas, especialmente as que se encontram em alguma posição de poder, devem estar conscientes de seu papel, de sua responsabilidade. Por isso, Alex defende a necessidade de que a indústria musical de todo o mundo se envolva na causa ambiental, que todo esse poder seja utilizado para salvar o planeta e seus habitantes. A história sempre foi, e continuará sendo, moldada pelos seus músicos.

Em 2018, a Conservation Music realizou um dos seus projetos mais ambiciosos, a Expedition K2K. Com um estúdio móvel, eles viajaram da Cidade do Cabo, na África do Sul, até o Monte Kilimanjaro, na Tanzânia. Na viagem, que durou cerca de 13 meses, eles passaram por oito países, realizaram colaborações com mais de 70 artistas, 23 organizações, participaram de quatro conferências, visitaram escolas e realizaram 13 vídeos que, além de promover a causa ambiental, retratam a multiplicidade musical e cultural de parte do continente africano. Todo esse material está sendo compilado em um documentário que deverá ser finalizado em breve.

A ONG, que começou sendo exclusivamente financiada pelas economias de Alex, hoje possui parceiros importantes, que incluem até mesmo o governo norte-americano. Mesmo assim ainda dependem de doações para que todo o trabalho seja realizado e para que possam dar suporte aos músicos e colaboradores. Com o advento da pandemia, o trabalho diminuiu, mas a causa continua sendo defendida e divulgada é uma missão que não pode parar. O site da Conservation Music tem muitos vídeos que mostram as ações da organização e também muitas músicas incríveis, vale muito uma visita. Certamente será inspiradora.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Categories:

Responses

Your email address will not be published. Required fields are marked *

+ SIM NEWS

en_USEnglish