Luciano Balen fala sobre música brasileira e sua fé nas gerações futuras

A SIM São Paulo catalisa encontros: profissionais de diversas áreas do mercado frequentam a feira e expandem seus horizontes e conexões. A série Humans of SIM traz histórias de pessoas que comparecem e aproveitam o melhor da SIM. Este episódio é sobre Luciano Balen, músico e produtor do Festival Música de Rua.

Aos 11 anos, em uma viagem à Bahia com a mãe, Luciano Balen teve sua percepção sobre o mundo e sobre música transformada. Voltou de lá para Caxias do Sul (RS), sua cidade natal, com a mala cheia de instrumentos de percussão e muita vontade de aprender a tocar — e foi exatamente o que ele fez. Ao longo de sua vida, Luciano oscilou entre ser músico profissional e por hobby até que, em 2008, passou a tocar o Projeto CCOMA, que circulou dentro e fora do Brasil. Sua carreira, entretanto, foi muito além dos palcos: “Também dirijo o Festival Música de Rua há 9 anos na Serra Gaúcha; tenho 2 programas de rádio; coordeno dois projetos de livre acesso à Música: Cultura Hip Hop nas Escolas (vencedor do Prêmio Educação RS e do Prêmio Brasil Criativo); e um outro novo projeto chamado Amplificador, que dá sequência ao Cultura Hip Hop, dando oportunidade aos jovens de escolas públicas de periferia de Caxias do Sul de experimentar com produção musical e audiovisual (videoclipes). Além disso tenho uma participação no Conselho Municipal de Cultura de Caxias, também estou vice-presidente da Comissão da Lei de Incentivo à Cultura do município e coordeno o Colegiado Setorial da Música do Estado do Rio Grande do Sul.”

Ele conheceu a SIM através de um amigo de outra ponta do país, o DJ e membro do Conselho Consultivo, Patricktor4, de Pernambuco, e frequenta o evento desde a segunda edição. Não à toa, Luciano destaca as conexões com outros extremos geográficos do Brasil feitas na convenção. “A SIM me trouxe a compreensão de como funciona o mercado da música relevante no Brasil, me conectou com uma pá de gente do norte e do nordeste. Vale lembrar que estou no RS, que além de ser um estado distante geograficamente, também é um lugar em que a música e a cultura em geral está mais ligada ao sul, da América do Sul ao Pampa. Acredito que, mais que negócios, a SIM foi determinante para incluir o festival Música de Rua no calendário de importantes festivais brasileiros”, conta.

Ao definir a SIM São Paulo como um bálsamo, o produtor explica que, para ele, o evento ajuda a ampliar a compreensão músicos e agentes da música além da noção de mercado: “A SIM é uma espécie de epílogo do ano que passou e prólogo do que virá como tendência de mercado, como tendência estética, mas muito mais que isso: o papel transformador da música como ferramenta de cidadania, como veículo de identidade brasileira e como uma conexão ao mundo”.

Luciano relembra “Profissão Músico”, um documentário produzido por ele em 2011, ao ser perguntado sobre o que imagina do futuro pós-coronavírus. “Nele, apresentávamos a perspectiva de quem vivia numa cidade no interior do RS mas tinha uma vontade grande de tocar, de viajar e de viver de música. Entre os depoimentos que captamos, está o de Naná Vasconcelos, que encaro como missão… foi como um cristão encontrar Jesus. Ele disse ‘O futuro da música é fazer música. É usar o eletrônico e não ser usado pelo eletrônico. É fazer uma música brasileira, com identidade nossa! É ouvir o som dos rios, da natureza, do motor dos barcos do Rio Amazonas. É ouvir o passarinho que sobe na árvore pela manhã pra cantar, tendo ou não tendo alguém pra ouvir’”, relata.

Com esperança no futuro e nas próximas gerações, ele enxerga no futuro uma fusão ainda maior entre real e virtual: “Será um mercado dividido em virtual e ao vivo. Teremos cada vez mais programas e apps de criação ocupando o lugar de músicos. Mas ao mesmo tempo tenho uma certeza: Está vindo uma geração de meninas e meninos que sabem seu papel no planeta. Esse pessoal vai precisar de uma trilha sonora em harmonia com seus desejos.”

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Categorias:

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ SIM NEWS

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish pt_BRPortuguês do Brasil