MUSIC DECLARES EMERGENCY, NA LUTA POR UM FUTURO MELHOR

Não existe música em um planeta morto.

Essa frase forte, porém verdadeira, é o slogan da organização Music Declares Emergency, dedicada à combater a crise ambiental que este devastando nosso planeta.  A organização foi fundada em 2019 por Fay Milton, ativista e baterista da ótima banda feminina inglesa Savages, que acredita no poder da música para promover mudanças culturais e criar um futuro melhor. A organização hoje se define como um grupo independente criado por empresários da música e artistas preocupados com a falta de uma resposta coesa e ampla da indústria à emergência climática. A intenção principal é a de que a comunidade musical possa ampliar o entendimento público e pressionar o governo a tomar medidas imediatas sobre problemas climáticos e biodiversidade.

A idéia inicial surgiu após Fay entrar em contato com ações da organização Extinction Rebellion, que diferentemente de outras organizações como Greenpeace ou Friends of Earth, tinha uma postura mais agressiva, mais eficiente, parecia ir além daquele clima de caridade e conseguia atrair a atenção de pessoas da música. “Quando música e protesto se juntam acontece algo poderoso, capaz de criar aquele tipo sensação de urgência, uma energia necessária para o combate à crise ambiental”, diz ela. Nessa mesma época muitas instituições culturais britânicas, como teatros, salas de espetáculo, museus e galerias se juntaram pela causa ambiental em um movimento chamado Culture Declares Emergency. “Percebi naquele instante que a indústria musical deveria fazer alguma coisa, ou ficaria para trás”, diz Fay.

A idéia deu certo e em pouco tempo conseguiram apoio de artistas importantes como Radiohead, Massive Attack, Brian Eno, Jarvis Cocker, IDLES, Billie Eilish, Pretenders, Suede, The XX e muitos outros nomes em uma lista que já ultrapassa 2000 personalidades. Várias instituições também apoiam o projeto, desde o lendário Abbey Road Studios, o Jazz re:freshed, selos como a Rough Trade Records, Merge Records, Sub Pop  e Bella Union, até grandes gravadoras como a Sony Music UK e Warner Chappel, além de inúmeros festivais e casas de shows.

Com todo esse crescimento, a iniciativa foi replicada em diversos países, e hoje movimentos semelhantes tomam corpo na Alemanha, Suiça, França e no Chile. Fay diz estar feliz pela idéia se espalhar e explica que, embora todos estejam compartilhando os mesmos ideais, cada país trabalha de um jeito diferente, pois entende que cada local tem suas peculiaridades e que respeitar essas diferenças é necessário para que o trabalho seja realizado da melhor maneira possível.

Abaixo você pode conhecer a declaração oficial que guia todas as ações da Music Declares Emergency em todo o mundo:

Apelamos aos governos e instituições de mídia para dizer a verdade sobre o clima e a emergência ecológica.

Pedimos aos governos que ajam agora para reverter a perda de biodiversidade e reduzir a zero a emissão de gases de efeito estufa até 2030.

Reconhecemos que a emergência surgiu das injustiças globais e trabalharemos no sentido de uma mudança sistêmica para proteger a vida na Terra.

Reconhecemos o impacto ambiental das práticas da indústria musical e nos comprometemos a tomar medidas urgentes.

Nosso compromisso:

Apoio mútuo e compartilhamento de experiências na comunidade musical.

Falar abertamente sobre o clima e a emergência ecológica.

Trabalhar para tornar nossos negócios ecologicamente sustentáveis ​​e regenerativos.

 

Fay Milton deu uma entrevista exclusiva para o portal da SIM, onde fala sobre o trabalho da  Music Declares Emergency, e como os brasileiros podem fazer parte desse movimento. Para assistir basta clicar aqui.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ SIM NEWS

pt_BRPortuguês do Brasil